Colunistas
Galo nas quartas de final
por Francisco Dandão



Vou passar o fim de semana em Natal, capital do Rio Grande do Norte. Vou assistir ao último jogo do Atlético Acreano na fase de grupos da Série C deste ano. Já classificado para a próxima fase, o Galo joga para definir a sua posição no grupo. Um pontinho e estará assegurado no segundo lugar.

Ficar em segundo lugar é importante porque garante o privilégio de fazer o jogo derradeiro da série seguinte em casa, perto da sua torcida. Vale lembrar que o Atlético jogou nove vezes em casa até aqui, vencendo em sete oportunidades. O Galo empatou uma (Globo) e perdeu outra (Confiança).

Apesar de alguns percalços nos últimos jogos, eu acho que o que mais importa é que o Galo está nas quartas de final da competição. A última partida foi, digamos, meio que decepcionante. Os 3 a 0 levados contra o Confiança desceram atravessados. Mas eu creio que tenha sido um acidente de percurso.

Além do mais, nessa derrota recente do Atlético, tem-se que levar em conta a situação dos dois times. Enquanto o Galo entrou em campo com a classificação às quartas assegurada, o visitante Confiança, depois de frequentar por muito tempo o G4, se via ameaçado de um nefasto descenso.

A série C é assim mesmo. Não tem jogo fácil. Costuma quebrar os prognósticos dos especialistas. De vez em quando, um time que parecia mais pra lá do que pra cá ressurge das cinzas e arremete rumo às estrelas. Nada é definido prematuramente. O sobe e desce é uma constante na equação.

Exemplo maior é o Náutico que começou o campeonato como sócio proprietário da zona de rebaixamento. Depois de muito sofrimento, o time pernambucano engrenou uma sequência de vitórias e agora encontra-se simplesmente na liderança do Grupo A. É candidatíssimo a uma ascensão.

Outro bom exemplo dessa gangorra é o paraense Clube do Remo, que passou o campeonato quase todo vendo o barco ser invadido pela água da baía do Guajará e quando estava prestes a naufragar tirou forças do fundo da alma, praticamente se livrando dos inconvenientes do Z4.

No meu entender, o Atlético se encontra numa posição muito confortável. Praticamente sem recursos para bancar sua folha de pagamento, tendo que percorrer grandes distâncias para realizar os seus jogos e com o seu principal jogador transferido no início da disputa, o time chegou longe.

Eu creio que o Atlético vai arrancar pelo menos um ponto do ABC no próximo sábado, em Natal. E creio idem que o time vai subir para a série B. Mas se nada disso acontecer, pelo menos eu vou ter o prazer de rever a praia de Genipabu, o forte dos Reis Magos e o Morro do Careca! Ora se vou!

 
© Copyright 2004 - 2018 / Todos os direitos reservados a Futebol do Norte